Bem vindo, Camaçari, 20 de Novembro de 2018

Mônaco escreve: O Trânsito e seus Transtornos

Escrito por: Raymundo Mônaco - Geral - 24 de Maio de 2017

CRÔNICAS DA CIDADE 

2017. 82 -  ANO V  

                                                                                                                                         J. R. MÔNACO 

                                                                                                                                         Bacharel em Direito. Consultor 

                                                                                                                                         Politico. Testemunha ocular da 

                                                                                                                                        História 

CAMAÇARI 

TRÂNSITO  E  SEUS TRANSTORNOS   

 

                                                                           

 

                                                                            “O Trânsito tem sido um dos motivos de maior 

                                                                            estresse   para   população das grandes cidades 

                                                                            brasileiras. Dificilmente um   motorista estará 

                                                                            satisfeito e  tranquilo  ao andar de carro. 

                                                                          João Batista Filho 

 

 

O trânsito e o tráfego quando organizados é um mecanismo essencial e deve ser respeitado sob todos os aspectos. Que o diga o CBT – Código Brasileiro de Transito. A disciplina exige o desempenho do motorista e pedestres com cuidados especiais. Os problemas que envolvem o nosso trânsito estão a cada dia mais crescentes.  Poderia ser diferente caso os dirigentes do passado atentassem para o imbróglio   que ocorreria no futuro como acontece nos dias de hoje.
 
Em verdade, pouco se tem feito para minimizar as dificuldades protagonizadas pelas barreiras que a cada dia surgem no trânsito, tomando-se como exemplo o centro da cidade tumultuado. Nos últimos 12 anos, estacionamentos irregulares coadjuvados pelo excesso de veículos que trafegam diariamente expressam a imagem de uma cidade em transe. Méritos à parte, às velhas sinaleiras arcaicas precisando de manutenção.

TRÂNSITO DEGRADADO
A cidade praticamente se transformou, o excesso de veículos nas ruas (inclua-se as motos), praticamente quintuplicou, engarrafamentos constantes dão a tônica, velhos abrigos de ônibus   ameaçam cair na cabeça do usuário.     

Com as chuvas surgiram os buracos, inimigo número um dos pneus.  Quebra-molas e faixas de pedestres apagados, vias intransitáveis, mal sinalizadas, em alguns casos não se sabe se estamos na mão ou na contra mão.  

Estacionamento impedindo a passagem de caminhões, inclusive o da coleta do lixo ocorre em diversos locais da cidade, principalmente no Bairro do Inocoop onde a grande afluência da juventude aos bares tem contribuído para os constantes engarrafamentos. Acesso difícil nos fins de semana à noite!
  
CAMPANHAS EDUCATIVAS 
A gestão pública, responsável pelo trânsito e pelo tráfego deve estar preocupada com o problema e por certo adotará as medidas melhorando o inferno astral dos motoristas. 

Em nosso município seria de bom alvitre promover-se campanhas educativas recomendando o uso do cinto de segurança, vagas de idosos nos estacionamentos, cadeirantes, evitando multas desnecessárias que enchem os cofres do poder público, mas, em contra partida ganha a repulsa do cidadão e a perda do voto na eleição.

SAUDOSISMO
Os saudosistas e historiadores de plantão lembram os primórdios tempos do   movimento de transito em Camaçari. Vejam só: por voltas dos anos 50 transitávamos em estradas de barro partindo de Salvador passando por Agua Comprida hoje Simões Filho, Camaçari, São Sebastião do Passé, Feira de Santana até o Rio de Janeiro, não existiam estradas asfaltadas. 

O nosso principal transporte era o trem trafegando da capital até Alagoinhas. Estradas vicinais precárias nos levavam a Monte Gordo e à Vila de Abrantes. Chegar às estas localidades era um desafio. O sacrifício do ônibus de Praia do Forte largando os pedaços via estrada do Jordão levava passageiros até a beira do rio em Barra do Pojuca três vezes por semana, era um sofrimento.

O lombo de burros com mercadorias foi por muito tempo um dos meios de locomoção.  O carrinho de mão feito de madeira, muito ajudou no transporte de mercadorias vindas pela ferrovia. 
Não havia guardas para multar, nem estacionamento sujeito a reboque. Referência às primeiras bicicletas que apareceram em Camaçari e que para segurança dos proprietários eram emplacadas pela Prefeitura mediante taxa bicicletária, inclusa despesa da placa. 

O procedimento foi posto em pratica na gestão do Prefeito Luís Pereira Costa (1967). Os poucos veículos que em Camaçari circulavam eram emplacados em Salvador. Os burros de carroças e aguadeiros eram identificados por placas e registrados pelo controle de animais da Prefeitura. 

A famosa Rural Willis da Prefeito era o destaque em matéria de tráfego. Servia como ambulância e prestava serviços inestimáveis à comunidade. Com a desativação da Carroça do Lixo na administração do Prefeito Zequinha Evaristo (1965) foi comprado pela Prefeitura um caminhão que passou a recolher o lixo urbano. Somente existia um acesso, dependíamos sempre da passagem dos trens para atravessarmos os trilhos.

CERTIFICADO
Embora o que mova uma cidade sejam as pessoas e não os veículos que trafegam, quanto mais movimento mais deve a cidade se humanizar. Camaçari cresceu, prosperou, mas, em termos de trânsito e tráfego temos ainda muito a desejar. 

O emblemático comportamento do trânsito em nossa cidade precisa de retoques urgentes. Ao ensejo deve-se recomendar à nova administração um levantamento sistemático das deficiências existentes melhorando o direito de ir e vir dos cidadãos preparando os caminhos da nova geração. Não esquecer do sobrecarregado Viaduto do Trabalhador.

Trânsito – circulação ou movimento de veículos e deslocamento de pedestres em via pública.
Tráfego -  transporte de mercadorias em linhas férreas ou em rodovias.


Um abraço e até a próxima. Saudações.      
J. R. Mônaco
jrsmonaco@hotmail.com

 

Outros Artigos:

 Veja todos os artigos

Buscar em Notícias

Cadastre-se

Receba nossos informativos no seu email:

Enquete

Na sua opinião Camaçari tem as melhores praias

Resultado

Praça Desembargador Montenegro, n° 35, Centro,
Camaçari - BA
CEP: 42800-020

71.3627-5293
contato@camacarinoticias.com.br

Navegação Rápida