Bem vindo, Camaçari, 23 de Janeiro de 2018

Justiça nega habeas corpus e bruxo suspeito de esquartejar crianças segue preso

Escrito por: Pesquisa Web - Geral - 10 de Janeiro de 2018

Capa e máscara usadas pelo bruxo durante possível ritual.

 

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul negou o pedido de habeas corpus do "bruxo" suspeito de ter esquartejado duas crianças durante possível ritual macabro. Assim, o homem seguirá preso por tempo indeterminado.

"A prisão temporária se mostra, ao menos nos limites do exame possibilitado, de fato necessária em face da complexidade do crime investigado, cuja dimensão, certamente, oferta obstáculos à investigação policial", escreveu o juiz Sandro Luz Portal em liminar.

No pedido de habeas corpus, a então advogada do "mestre da seita", Denise Dal Molin Pellizzoni, contestou os dados da investigação do delegado Moacir Fermino que, em entrevista à imprensa, afirmou que desvendou o crime a partir de "revelações divinas". Inclusive, "Revelação" é o nome da operação que prendeu, em 27 de dezembro, o bruxo, o encomendador do ritual para atrair prosperidade e seu filho.

A advogada deixou o caso na segunda-feira. Fonte: Correio do Povo*

Outras Notícias:

 Veja todas as notícias

Buscar em Notícias

Cadastre-se

Receba nossos informativos no seu email:

Enquete

Qual é sua opinião sobre o julgamento de Lula no dia 24?

Resultado

Praça Desembargador Montenegro, n° 35, Centro,
Camaçari - BA
CEP: 42800-020

71.3627-5293
contato@camacarinoticias.com.br

Navegação Rápida