Bem vindo, Camaçari, 23 de Julho de 2018

Após pedidos de fiéis, ritual queima fitinhas do Senhor do Bonfim

Escrito por: G1 - Salvador - 13 de Janeiro de 2018

Fitinhas do Senhor do Bonfim são queimadas em sinal de respeito aos pedidos dos fiéis (Foto: Giana Mattiazzi/ TV Bahia)

 

Um ritual realizado no final da tarde de sexta-feira (12) queimou parte das tradicionais Fitinhas do Senhor do Bonfim, um dos símbolos da fé na Bahia, colocadas no gradil da Igreja que leva o nome do santo. A cerimônia foi conduzida pelo reitor da Basílica, padre Edson Menezes, na frente do templo, no Largo do Bonfim. A Basílica, fundada em 1772, é a igreja mais popular da Bahia.

Além das fitas, o ritual também queima os pedidos, escritos em pedaços de papel, que são depositados em caixas que ficam dentro da Basílica. “A fumaça é simbólica. Ela sobe, então tem esse sentido, são os pedidos que sobem para Deus. Simbolicamente é isso”, pontua o padre.

Conforme o reitor da basílica, as fitas precisam ser retiradas a cada três meses do gradil, porque se deterioram com o tempo, e também é necessário liberar espaço para que outros devotos possam praticar a fé no Senhor do Bonfim, por meio do ato de amarrar as fitinhas no local e fazer os pedidos ao santo.

Para o padre, o ritual de queimar as fitas é um sinal de respeito à crença dos baianos e turistas, que fazem seus pedidos durante todo o ano. "É um sinal de respeito nosso, afinal as pessoas usam as fitas para fazer pedidos. Valorizamos esse gesto", destacou.

São tantas fitas amarradas no local que, segundo o padre, é preciso fazer a retirada de três a quatro vezes por ano. As fitas que são retiradas do gradil são guardadas em um saco dentro da igreja até que sejam queimadas -- a queima também ocorre de três a quatro vezes por ano.

Conforme o padre, no ritual realizado nesta sexta, foram queimadas no local fitinhas que foram amarrada durante a Lavagem do Bonfim, que ocorreu na quinta-feira (11), e durante a primeira sexta-feira do ano, quando milhares de fiéis se dirigem ao templo. A queima das fitas é sempre acompanhada e oração e, além disso, uma imagem de Senhor do Bonfim é colocada perto do local onde ocorre o ritual.

Novenário

Nesta sexta, antes das fitas terem sido queimadas, os fiéis participaram de uma missa, celebrada pelo padre Edson Menezes. A cerimônia integrou a programação do novenário em homenagem a Nosso Senhor do Bonfim. Os festejos tiveram início na quinta-feira (4).

Após a Lavagem do Bonfim, a novena foi retomada nesta sexta e será repetida no sábado (13). Ainda no sábado, terá a tradicional apresentação dos Ternos de reis, à noite. Já no domingo (14), será o dia maior da festa, com missa solene, às 10h, presidida pelo arcebispo primaz do Brasil, D. Murilo Krieger. 

Outras Notícias:

 Veja todas as notícias

Buscar em Notícias

Cadastre-se

Receba nossos informativos no seu email:

Enquete

Qual sua opinião sobre propaganda política nos grupos de whatsApp?

Resultado

Praça Desembargador Montenegro, n° 35, Centro,
Camaçari - BA
CEP: 42800-020

71.3627-5293
contato@camacarinoticias.com.br

Navegação Rápida