Bem vindo, Camaçari, 21 de Julho de 2018

Os primeiros dentes do bebê: saiba aliviar as dores e higienizar

Escrito por: Camaçari Notícias - Dicas da Gisa - 01 de Junho de 2015

 

Os primeiros dentes costumam aparecer entre os seis e oito meses de idade. 

 

O sorriso de um filho é tudo aquilo que os pais desejam como recompensa para cada esforço feito no dia-a-dia. Mesmo quando o bebê ainda exibe uma banguela, ele já consegue demonstrar sua satisfação e graciosidade sorrindo para a família e para os desconhecidos na rua.
É ENTRE OS SEIS E OITO MESES DE VIDA que este sorriso começa a ganhar novos componentes, os dentes, que vão inspirar cuidados dos pais até que as crianças cresçam e se tornem independentes o suficiente para fazer isso sozinhas.

 

Para que seu filho se habitue e se acostume com a higiene bucal, a recomendação é que, antes mesmo dos primeiros dentes despontarem, ela já comece a ser realizada. De acordo com EDMÍLSON ANTÔNIO, dentista e diretor clínico da Ortodontic Center, é sempre interessante limpar a LÍNGUA, BOCHECHAS E GENGIVAS de um bebê a partir dos seis meses. “O ideal é fazer uma vez por dia, depois do banho. Use uma GAZE OU UMA FRALDA UMEDECIDA com água filtrada ou fervida”, indica Antônio.


DE LEITE
Os primeiros dentes de leite que irão surgir são os INCISIVOS CENTRAIS INFERIORES e, depois, os SUPERIORES. Ou seja, aqueles que ficam bem ao centro da boca dos pequenos. Não se preocupe com possíveis atrasos da dentição do seu filho, pois o aparecimento deles DEPENDE DA VELOCIDADE DO METABOLISMO de cada um.

 

É bem comum que, nesta fase de surgimento dos dentes, as crianças babem mais. Isso acontece porque A PRODUÇÃO DE SALIVA AUMENTA devido ao amadurecimento das glândulas salivares. Além disso, os pequenos também ficarão incomodados, manhosos e irritadiços, já que o processo de rasgamento das gengivas é dolorido e coça bastante.


“Um processo inflamatório vai ser desencadeado, e a gengiva vai responder a esse corte”, explica PAULO ZARH, dentista e presidente da rede OdontoCompany. Por conta destas pequenas inflamações, é normal que os pequenos fiquem em estado febril ou até mesmo tenham diarreia.


Para aliviar os sintomas, OS MORDEDORES SÃO BOAS OPÇÕES, pois a criança também vai se distrair, enquanto os incômodos diminuem. Manter estes brinquedos sempre limpos e esterilizados em água fervente é importante. Alguns modelos podem ir ao congelador, e a temperatura mais baixa do objeto vai amenizar o desconforto. 


ALIMENTOS MAIS FRIOS, como purê de maçã, por exemplo, também são indicados para esta fase. EVITE MEDICAR O BEBÊ e, qualquer dúvida, consulte o pediatra.


A higienização dos primeiros dentes ainda deve ser feita com a gaze ou fralda umedecida, passando pela língua e bochechas. Aproveite o momento para MASSAGEAR A GENGIVA DA CRIANÇA, PROVOCANDO ALÍVIO E RELAXAMENTO. Conforme o bebê cresce e se desenvolve de diversas formas, um a um, os dentes vão aparecer. A DENTIÇÃO DECÍDUA (de leite) vai estar completa até os TRÊS ANOS DE IDADE. No total, são 20 dentinhos distribuídos igualmente pelas duas arcadas dentárias.


DENTES FORTES
A primeira visita ao dentista deve acontecer APÓS O PRIMEIRO ANO DE VIDA. O profissional vai checar se tudo está dentro da normalidade e dar aos pais mais informações sobre a limpeza do novo sorriso. Quanto mais dentes, mais atenção e cuidado. Por isso, a essa altura, A ESCOVA já começa a FAZER PARTE DA ROTINA. É válido lembrar que, ANTES DOS CINCO ANOS, as crianças ainda não possuem controle sobre o que engolem e o que cospem. Por isso, o uso de creme dental só é indicado para quando elas tiverem este domínio.


A alimentação também tem um papel fundamental no desenvolvimento da dentição dos pequenos, pois ela é um estímulo para a mastigação, funcionando como um exercício muscular e ósseo. “Não pode oferecer apenas alimentos moles e papas. E, claro, QUANTO MENOS AÇÚCAR, MELHOR”, aconselha Zahr.


CUIDADOS
As mamadeiras noturnas são a porta de entrada para as “CÁRIES DE MAMADEIRA”. “A criança dorme mesmo porque se alimentar dá sono. Os pais não as acordam para fazer a limpeza, e a placa bacteriana vai acumulando”, explica Zahr. O dentista Antônio explica que, durante o sono, a salivação diminui, e o leite fermenta dentro da boca dos pequenos. “Uma quantidade menor de saliva acarreta em MENOR PROTEÇÃO CONTRA AS CÁRIES”, conta o profissional.


Se você optar pelo uso das chupetas, PREFIRA AS ORTOPÉDICAS. “Os dois modelos de chupeta produzem alterações nos arcos dentais e na musculatura facial da criança. A diferença está apenas na gravidade dos danos causados”, afirma Antônio. Os especialistas recomendam ainda que seu uso seja feito ATÉ OS DOIS OU TRÊS ANOS DE IDADE, pois assim alguns dos efeitos negativos provocados por ela tendem a ser revertidos.

Outras Notícias:

Dicas da Gisa
Escrito por: Pesquisa Web
19 de Julho de 2018
 Veja Mais
Dicas da Gisa
Escrito por: Pesquisa Web
18 de Julho de 2018
 Veja Mais
Dicas da Gisa
Escrito por: Camaçari Notícias
18 de Julho de 2018
 Veja Mais
Dicas da Gisa
Escrito por: Pesquisa Web
17 de Julho de 2018
 Veja Mais
Dicas da Gisa
Escrito por: Pesquisa Web
17 de Julho de 2018
 Veja Mais
 Veja todas as notícias

Buscar em Notícias

Cadastre-se

Receba nossos informativos no seu email:

Enquete

Você avalia o governo Rui Costa positivamente em qual setor?

Resultado

Praça Desembargador Montenegro, n° 35, Centro,
Camaçari - BA
CEP: 42800-020

71.3627-5293
contato@camacarinoticias.com.br

Navegação Rápida