Bem vindo, Camaçari, 20 de Outubro de 2018

'Prioridade é renovar com indicados por Mancini', diz Damiani

Escrito por: Pesquisa Web - Esporte - 16 de Dezembro de 2017


Damiani quer elenco enxuto e com atletas da base. Foto: Maurícia da Matta / EC Vitória.

 

O novo diretor de futebol do Leão, Erasmo Damiani, e Ricardo David vinham conversando desde agosto, quando o novo presidente foi ao Rio de Janeiro acompanhar o triunfo do Vitória sobre o Flamengo. Alinhados, os dois já estão.

Aos poucos, o executivo vai se alinhando a Vagner Mancini. O dirigente não pôde ainda conversar cara a cara com o técnico, que está no Rio de Janeiro, fazendo curso na CBF. Pelo telefone e com a ajuda do WhatsApp, já trocaram informações sobre as renovações e o elenco que querem ter.


“Ele gosta de um elenco enxuto, e eu entendo da mesma forma. Vamos trabalhar na casa dos 30, mas com os segundos reservas oriundos da base. Não dá para inchar, porque é ruim para trabalhar e o Vitória não está nadando em dinheiro”, disse Damiani. O diretor já trabalhou na coordenação das bases de Figueirense, Atlético-PR, Palmeiras e estava desde 2014 na Seleção Brasileira. Coordenou o trabalho que levou o Brasil ao primeiro ouro olímpico em 2016.

À frente da CBF, levou o técnico Carlos Amadeu, multicampeão na base rubro-negra, para comandar a equipe sub-17 da Seleção Brasileira. Também indicou João Paulo Sampaio, ex-coordenador da base do Vitória, para o seu lugar no Palmeiras.

Para ele, esses são exemplos da sua admiração antiga pela força da base do clube: “O Vitória tem uma marca em formação de atletas muito forte. Se eu vim aqui para levar Amadeu e indiquei João Paulo, tenha certeza que eu sempre acompanhei o clube”, disse.

Confira tópicos da conversa com Damiani:

Cleiton Xavier e Kieza

Segundo o diretor, Mancini ainda não lhe passou se conta com os dois para o ano que vem. “Eles são funcionários do clube e têm contrato. Não conversamos sobre quem Mancini não quer, falamos apenas sobre quem ele quer”, disse. Em relação a uma declaração do próprio Cleiton ao Globo Esporte, de que não descarta uma saída, Damiani foi claro: “Se aparecer uma proposta boa para ele, vamos analisar, como qualquer outro jogador. Mas não  dá para dizer agora se vamos utilizá-lo, se vamos emprestá-lo ou se vamos vendê-lo. Ele tem contrato e vai se apresentar dia 3 de janeiro”.

Renovações

“Mancini me solicitou que alguns atletas permanecessem, ele me passou os nomes e a gente já está trabalhando. Não vou dar a vocês os nomes e nem um número. Mas a tendência é não ter uma reformulação tão grande, não vai ser aquela coisa de vir 10 reforços. Já existem sim algumas situações iniciadas, mas depende do que o atleta pensa. Já entrei em contato com alguns representantes. Cléber já tinha iniciado algumas negociações e me passou. Ontem (na quinta-feira) já entrei em contato com alguns empresários. Hoje (ontem), falei com outros. A expectativa é que nesse final de semana eu fique mais livre das reuniões e que encaminhe algumas renovações”.

Conversas com Mancini

Diretor e técnico ainda não conversaram pessoalmente. Mancini está no Rio, fazendo curso para técnicos na CBF. “Ontem não nos falamos por telefone, apenas trocamos informações eu, ele e Cléber pelo WhatsApp. Hoje, num intervalo do curso, falamos pelo telefone e adiantamos muita coisa. Ele tem um diagnóstico do elenco muito melhor que eu, sabe os jogadores que quer. Hoje, a prioridade do Vitória são as renovações que ele quer. Se não der, é porque o Vitória precisa passar por uma reestruturação financeira. Não vamos fazer loucura, isso tem que ficar claro para o torcedor. Ele fica até no domingo no curso, até lá vamos conversando”.

Conversa com Tréllez

Damiani explicou que o colombiano tem uma proposta de renovação até 2019 desde outubro. Ele espera o empresário do atleta, Silvio Sandri, em Salvador na semana que vem. “Vamos conversar e aí quero tomar conhecimento do porquê ele não ter respondido ainda (a proposta). Se achou baixa, se entendeu que não era o momento... Vamos esperar para saber o que o empresário está pensando e o que tem nas mãos. Até agora, a gente ouviu muita especulação. De proposta oficial, nada”.

Capacidade financeira

“Ainda não sei será a nossa capacidade financeira porque a nossa diretoria também está tomando ciência da situação aos poucos, que nem eu no futebol. Uma coisa é chegar num clube em que o presidente já tenha orçamento definido, mas aqui estamos todos tomando conhecimento da casa. Gostaria de ter essa definição o quanto antes, mas vou ficar na dependência do financeiro. Eles precisam nos passar o quanto antes alguma proposta para trabalharmos nas renovações dos atletas”.

Neilton na China?

Damiani negou que o atacante Neilton tenha uma proposta da China: “Para mim não chegou nada. Estive com Cléber (Giglio) ontem o dia todo e ele não me passou nada. Esse é um momento de muita especulação, né? Enquanto não chegar nada para mim no papel, não adianta. Eu preciso de um documento, para chegar ao presidente e falar ‘recebemos essa proposta. E aí, vamos dar prosseguimento?’.  Da China não tem nada, não tem contato de empresário nem de intermediário, nada”.

Fonte: Correio*

Outras Notícias:

 Veja todas as notícias

Buscar em Notícias

Cadastre-se

Receba nossos informativos no seu email:

Enquete

Como está o estado de conservação das ruas e estradas de Camaçari na sua opinião?

Resultado

Praça Desembargador Montenegro, n° 35, Centro,
Camaçari - BA
CEP: 42800-020

71.3627-5293
contato@camacarinoticias.com.br

Navegação Rápida